"Sou uma mulher madura que às vezes anda de balanço
Sou uma criança insegura que às vezes usa salto alto
Sou uma mulher que balança, sou uma criança que atura."

terça-feira, 19 de maio de 2009

Bulimia

Naúseas. Sinto o meu estômago se revirar e um gosto amargo tomar a minha boca seca. Respiro fundo. Mas... cadê o ar? Enfio o dedo guela abaixo tentando colocar para fora tudo aquilo que está me fazendo mal, me deixando enjoada. Nada. Tento uma, duas, três vezes. Parece estar grudado, preso a mim. Será que não sou forte o bastante para, simplesmente, pôr para fora tudo que tem que ser posto? Será que não sou capaz de mandar para o esgoto tudo que deveria estar lá agora? Concluo que não. Insisto. Molhada de suor, sinto as minhas pernas ameaçarem ceder. O que um dia me alimentou, hoje me corrói e precisa urgentemente ser expelido.

É, acho que estava estragado. Ou, quem sabe, nunca esteve bom.
Talvez, ter bulimia de vez em quando não seja tão ruim assim.

15 comentários:

Mê disse...

Veeei, tava falando disso agora, vendo malhação o.o
Tinha que comentaar!

mais um texto perfeito my cuty :D

amo vc (L)

Erica disse...

Senti a essência.

^^

Amei, mais uma vez.

"O que um dia me alimentou, hoje me corrói e precisa urgentemente ser expelido."

Me sinto assim também em relação a algumas coisas. Sinto que devem ser, urgentemente, expelidas.

:**

P.s: Tony Melendez tem uma história muito bonita mesmo, que emociona e impulsionam aquelas que pararam no meio da estrada. Ou, simplesmente, essa história serve de reflexão, de satisfação em poder ver que uma pessoa que, naturalmente, poderia ter alguns motivos pra desistir da vida, de ser uma pessoa amargurada, mas Tony soube muito bem lidar com seus "problemas" e se tornou alguém notável.

Gabriela Gomes disse...

Oi, Fer!

Fico feliz por saber que minhas palavras, de uma forma ou outra, te incentivam a também escrever. Isso é muito legal. E importante pra mim. De verdade.

Assim como você eu tb passei por diversos blogs com os quais me identifiquei e pensava: "cara, quero escrever igual a esse sujeitinho... como faço? bora lá tentar..." E é mais ou menos assim que funciona, a gente vai pegando um pouco de cada leitura que curte, experimentando novas palavras, fazendo algumas analogias, brincando com as metáforas. Um dia a gente encontra o nosso estilo. Às vezes, o texto fica bom, outras não. Às vezes vale transformar tudo. Outras vale mesmo é jogar fora sem dó nem piedade. Eu não recordo exatamente quem disse isso, mas "escrever é a arte de cortar palavras". Começar outra vez também é legal. Dá trabalho, é verdade, mas o resultado pode ser surpreendente. E é importante ser auto-crítica sim, Fer. Mas por que não pedir opinião de outras pessoas para saber o que elas pensam sobre os teus textos? O que pode ser infantil e bobo para você, pode ser muito esperto e inteligente pra várias pessoas. Algumas vezes dá medo de se mostrar, mas só assim pra crescer de verdade.

Beijão. E opaaa, VALEUZÃO pelo voto lá no Top Blog! :)

Gabriela Gomes disse...

Esqueci de comentar o teu post: espero que seja apenas um texto. Apenas a associação do vômito com a liberdade. Porque vá lá, Bulimia é caso sério. but...

Ainda acredito que existam diversas outras maneiras de botar as angústias para fora sem ser através do ato em si.

;) bjinho

Daninha* disse...

Concordo com a Gabriela
"Espero que seja apenas um texto. Apenas a associação do vômito com a liberdade. Porque vá lá, Bulimia é caso sério. "
Mas amei o texto!
Bjos

Gabriela Castro disse...

Tem tanta coisa que eu queria por pra fora também. Algumas consigo expelir escrevendo, outras nem tanto.

Obrigada pelo elogio! Eu também gosto muito da maneira que você escreve :)

Ah! Você pode me passar a imagem do selo que você me indicou? Não consegui copiar :P

Eu te add no msn, ok?!
beijão

Lary Gerheim *-* disse...

Olá! Tudo bom?
Aqui é Lary do Blorkutando. O aviso é que eu sairei do lá. Se quiser saber o motivo, pode me perguntar. Eu estou selecionando apenas algumas pessoas pra, se quiserem, entrar na comunidade que eu estou fazendo.
http://www.orkut.com.br/Main#Community.aspx?cmm=90034470
No momento a comunidade é moderada, até decidirmos tudo direitinho. Obrigada desde já.
Beijos,
Lary.
(responde pelo My Fantastic Dreams).

Jean B. Pimentel disse...

tem q por pra fora mesmo o veneno q corroe, so tenha certeza de q esteja se livrando e algo q nao precisa mais.

A menininha disse...

Aahhh eu odeeeeeeeeio vomitar, mas as palavras, ahhh uma verborragia só!

beijo

Debbys disse...

Entendii... porque se eu num tivesse entendido tava pirando aki agora.. =P
enfim, acho q chorar é uma forma melhor de colocar pra fora... =]
bjsss

Nathália Monte ;D disse...

mulher..num diga isso!!
ó eh bom comer maçã sem casca viiu!!
ahsuahsuahs
gosteii daqui:D
beijO chuchu

M. disse...

prontinho fófis. blog devidamente atualizado. é que eu to me mataando de estudar essas dias, que eu tenho um seminário pra apresentar na próxima terça. --'
haha

muito bom o teexto!
beeijos gata

Vanessa disse...

Criativa como sempre!

;)

Anônimo disse...

$6.00 Welcome Survey After Free Registration!

Anônimo disse...

saga evaluates ecosystem conclusiona paternity synchronous wellcome expensive adapt deductions herbals
semelokertes marchimundui